Marlim Azul

Peixe da família Istiophoridae, o Marlim-azul/Blue Marlin (Makaira nigricans) é o maior dos peixes de bico. Espécie de grande porte, o corpo é roliço e mais alto no início da nadadeira dorsal, afila suavemente em direção à cauda. A nadadeira caudal é furcada e muito grande, característica comum dos peixes velozes, as demais nadadeiras são pontudas. A coloração predominante é azul-escuro no dorso e prata no ventre. Apresenta uma faixa longitudinal com cor de bronze nos flancos quando o peixe está vivo. É comum a presença de faixas verticais na lateral do corpo, que podem ser contínuas ou pontilhadas. Atinge cerca de 700 quilos e comprimento superior a 4,5 metros.

marlin_001.jpg

É um peixe pelágico, migratório e oceânico, freqüentando as correntes quentes (acima dos 22ºC) e de águas claras do chamado “mar azul”. Pode ser encontrado sobre as regiões do talude continental e nas “rampas” (também chamadas de paredes) após a plataforma continental, além de topos de montanhas submersas. Não costuma nadar em grupos, a não ser durante a não ser durante a época de reprodução. A alimentação consiste basicamente de peixes como atuns, bonitos, dourados, peixes-voadores, farnangaios e de lulas.

marlin_05.jpg

Alcança a costa brasileira no final da primavera e começo do verão (novembro a março), quando as águas limpas, azuis e quentes se aproximam da costa. Em Vitória, sua pesca pode ser feita a 18 milhas da costa onde as profundidades sofrem uma queda brusca para mais de 1000 metros. Ocorre no litoral das regiões Nordeste, Sudeste e Sul do país, com ênfase no Sudeste. 

marlin_002.jpg

Em sua captura é empregado equipamento do tipo “barra pesada” para pesca oceânica. As varas devem ter passadores com roldanas e as carretilhas devem ter capacidade para armazenar pelo menos 500m de linha. Sua pesca é feita no corrico com embarcações especializadas. Para dominá-lo é preciso estar preso a uma cadeira de pesca.

marlin_06.jpg

É utilizado iscas naturais, como peixes voadores, farnangaios e atuns, e iscas artificiais. As iscas artificiais preferidas são as grandes lulas, mas algumas vezes atacam os plugs de meia água.

marlin_089.jpg

Dicas de Pesca: A velocidade de corrico deve ficar entre 6 e 9 nós. Por melhor que seja o equipamento, se não houver calma, experiência e uma boa equipe, os peixes não serão embarcados.

293998131_3ce62f4026.jpg

A melhor época para a pesca é no verão quando encosta a Corrente do Brasil no Sudeste e no meio do ano em ilhas afastadas e no Nordeste.

marlim_00.jpg

Recorde:
636 Kg/ 1402 lb 2 oz

3 Responses to “Marlim Azul”

  1. Achei mto boa essa reportagem!!!!
    Adoreiiiii

  2. este com certeza é o maior peixe que temos noticia, pego em linha e anzol

  3. o marlin é entre milhares de animais; um dos mais lindos dos oceanos não deveria ser pescado

Deixe seu comentário