Surubim Cachara

Conhecido simplismente por Cachara, o Pseudoplatystoma fasciatum é um peixe de couro, da família Pimelodidae, possui corpo alongado e roliço. Cabeça grande e achatada em forma de cunha. A coloração é cinza escuro no dorso, clareando em direção ao ventre, sendo branca abaixo da linha lateral. Pode ser separada das outras espécies do gênero pelo padrão de manchas: faixas verticais pretas irregulares, começando na região dorsal e se estendendo até abaixo da linha lateral. Às vezes, apresenta algumas manchas arredondadas ou alongadas no final das faixas. Assim como os demais pimelodídeos, apresenta três pares de barbilhão. Pode alcançar mais de 1m de comprimento total e pesar cerca de 18 quilos.

cachara0293.jpg

Espécie carnívora, por preferência por predar peixes, crustáceos e vermes. Ocorre em vários tipos de hábitats presentes nos rios das bacias do Paraguai, do Tocantins-Araguaia e Amazônica, como poços no canal dos rios, baixios de praias, lagos e matas inundadas. Durante à noite costuma encostar nas praias de areia e nas regiões mais rasas das margens, sob bancos de vegetação flutuante, tipo camalote ou iguapé. Realiza migração reprodutiva rio acima a partir do início da enchente.

cachara122.jpg

A carne é muito apreciada, tanto frita, como assada, ensopada ou grelhada. Este espécime é também muito brigador. Com arrancadas seguidas que fazem a vara arquear bastante, uma disputa com este peixe tem direito a várias tomadas de linha. Por essas características é tão importante, na pesca comercial e esportiva.

Dicas de Pesca: É capturado preferêncialmente com iscas naturais (sarapós, muçum, tuviras, lambaris, piaus, curimbatás e minhocuçu) como os demais bagres, embora possa ser pescado com iscas artificiais sob condições especiais. Iscas de peixes pequenos inteiros, filés ou postas de exemplares maiores, assim como o minhocuçu, são irresistíveis.

No grupo das iscas artificiais, tente os plugs de meia água, colheres e metal jigs em áreas onde possam se concentrar, como na entrada ou saída de corixos ou em paranás que ligam lagos ou alagados ao curso do rio principal. Tente na parte de dentro do lago e também na saída para o rio. Este peixe é capturado durante o ano todo, preferêncialmente nos meses mais secos e também durante o período da vazante.

cachara83940.jpg

O equipamento do tipo médio/pesado é o mais indicado, já que é um peixe de grande porte. Linhas de 17, 20, 25 a 30 lb, preparadas com empates e anzóis de n° 6/0 a 10/0.

cachara7.jpg

Os cuidados ao manusear esse peixe devem ser redobrados, por causa dos espinhos das nadadeiras peitorais e dorsal.

Recorde: 13,5kg/29lb 12 oz

8 Responses to “Surubim Cachara”

  1. Olá,

    Gostei muito ficou bem explicado e tem todas as resposta que queria, Gostaria de tirar uma duvida qual o tamanha da isca, tipo 5cm, 7 cm?????

    aguado resposta…

  2. Adaildo, apesar desse espécime ser capturado principalmente através de iscas naturais, não é raro a captura de grandes exemplares com iscas artificiais, mas as iscas têm de passar ao alcance deles, ou seja, em locais rasos no caso de plugs. Trabalhe a isca junto ao fundo e tente as de tamanho entre 12 e 16cm.

    Obrigado pelo comentário.
    Equipe Pesca.tur.br

  3. qto ao tamanho da isca, este tamanho eu indico para iscas artificiais, mas a isca “viva”, pode ter até uns 25 cm, pois, no dia 27 de julho peguei um de 23 Kg, com um Piau 3 pintas nesta medida.

  4. sou fanatico por pesca

  5. AQUI EM RONDONIA ULTILIZAMOS O CABORGE COMO ISCA, PRA SE PESCAR O CACHARA, CABORGE É UM PEIXE PARECIDO COM O CASCUDO, GERALMENTE ENCONTRADO EM REPRESAS QUASE SECAS, MERGULHADO NO BARRO!

  6. Gostaria de saber, se Surubim é tambem uma outra especie? Cachara é um, pintado é outro e o surubim é outro?

  7. Na verdade não, Surubim é a família, assim temos: o Surubim Cachara, o Surubim Pintado, o Caparari, entre outros.

  8. fais anos que eu quero pegar um surubi e ainda não consegi vou tentar com esas isca talves eu realise o meu sonho de pegar um surubi bem grande/

Deixe seu comentário