Piraputanga

Basicamente existem duas espécies de Piraputangas, a Brycon microleps e Brycon hilarii, destinguen-se por habitar rios de regiões diferentes, porém ambas possuem características fisicas bem semelhantes.

piraputanga_00.jpg

Peixe de escamas da família Characidae, apresenta o corpo fusiforme e bem comprimido. As nadadeiras caudal, anal e pélvica são avermelhadas. A caudal é levemente furcada e apresenta uma faixa negra nos raios medianos, que se estende por toda a região da cauda. As nadadeiras peitorais, dorsal e adiposa são amareladas, às vezes com as bordas escurecidas. O dorso é marrom claro e o ventre é branco. Possui mancha umeral, azulada ou cinza, logo após a cabeça. A boca é terminal e relativamente pequena, dotada de dentes próprios para cortar, esmagar e triturar alimentos. Alcançam cerca de 50cm de comprimento total e 2,5kg, indivíduos acima desse peso são raros.

piraput_12.jpg  piraput_09.jpg

Seu hábito alimentar é onívoro e constitue-se de frutos, flores, sementes e artrópodes (insetos, crustáceos e aracnídeos), além de caramujos e pequenos peixes.

piraput_05.jpg

Ocorre nas Bacias do Prata (B. microleps) e São Francisco (B. hilarii). Tradicionalmente, a piraputanga da bacia do Prata tem sido identificada como Brycon hilarii, mas esse nome aplica-se apenas à espécie do rio São Francisco.

piraput_07.jpg

Costumam nadar em pequenos ou grandes cardumes.

Gostam dos trexos mais rápidos dos rios com águas limpas, em pontos com maior profundidade e correnteza, sobre os poços ou próximos de obstáculos no curso do rio ou nas margens. Embaixo de árvores frutíferas e próximos às plantas aquáticas. A melhor época para serem capturadas é durante os períodos de enchente, vazante e também na seca. Têm importância comercial e esportiva.

pirapt_01.jpg

O equipamento indicado é do tipo leve/médio, com varas de  6 a 12 lb. Os anzóis são pequenos (n° 2/0) e o chumbo deve ser leve, pois são espécies de meia água.

piraput_08.jpg

Pode-se usar iscas naturais, frutinhas e pequenos peixes que compõem sua dieta, e iscas artificiais, como spinners e pequenos plugs de meia água.

piraput_02.jpg

Devido a coloração amarelo alaranjado e ao padrão da cauda, a Piraputanga (a direita) muitas vezes é confundida com o Dourado (a esquerda).

Dicas de pesca: Iscas com clores claras, como branca, amarela e verde limão são bem atraentes. Os melhores locais para pesca são as pequenas correntezas, as beiras com árvores frutíferas e perto de plantas aquáticas.

Ataca muito bem na pesca de fly com iscas que imitem seus alimentos naturais, como peixinhos, frutas e insetos.

One Response to “Piraputanga”

  1. Eu acho muito interessante esse tipo de peixe e é muito bonito tanbém!

Deixe seu comentário