Pescada Amarela

O formato do corpo é mais alongado que o de seus congêneres, algo roliço. A cabeça é relativamente grande e ocupa cerca de 1/4 do comprimento do corpo. Possui boca terminal ampla e suas maxilas estão providas de pequenos dentes aciculares, que não são muito desenvolvidos. A nadadeira caudal é romboidal. As nadadeiras dorsais, com raios […]

Baiacu-Arara

É um peixe da família Tetraodontidae (com quatro dentes), nativo do Atlântico ocidental e na costa africana, da Mauritânia à Namíbia. Chega a atingir cerca de 60 cm de comprimento. Vivem em regiões costeiras, de baixa profundidade e em estuários, preferindo substratos com areia e lama. Os adultos têm hábitos pelágicos. Encontram-se em grupos de pequena […]

A Grande Família Baiacu

Mal vistos pelos pescadores esportivos, por seu voraz apetite, aliado a uma dentição muito forte e responsável pela quebra de anzóis e ruptura de linhas. Quando em cardumes não dão chance a outros peixes de capturarem a isca, limpando-as do anzol com astúcia. Exóticos e de nado engraçadamente desajeitado, vale a pena ao pescador submarino, entre […]

Baiacus “comestíveis”

Existem muitas espécies de baiacus, a maioria delas contendo altos níveis de tetrodotoxina, por isso, não consumíveis pelo homen. No entanto duas espécies vem sendo comercializados normalmente em feiras livres e mercados do Rio de Janeiro e Espírito Santo, sem notícias de intoxicação pela toxina em questão. Baiacu-arara – Lagocephalus laevigatus Baiacu-Oceânico – Lagocephalus lagocephalus […]

TETRODOTOXINA ou TOXINA DO BAIACU

Descrição da doença – envenenamento causado pela ingestão de toxina produzida nas gônadas e outros tecidos viscerais de alguns peixes da classe Tetraodontiformes, à qual pertencem o peixe fugu japonês ou baiacu. Esta toxina e a saxitoxina são dois venenos dos mais potentes conhecidos, sendo a dose letal mínima de cada uma delas, no camundongo, […]

Espécies Marítimas Ameaçadas

Segue abaixo a relação de peixes marinhos ameaçados de extinção e proibidos de serem capturados. IBAMA, Portaria nº121/02; IN nº 52/05; IN nº 37/05.   MERO – Epinephelus itajara Foto: Maurício Hostim-Silva   Cação-bico-doce – Galeorhinus galeus   Cação-cola-fina, Caçonete – Mustelus schimitti   Tubarão-peregrino – Cetorhinus maximus   Tubarão-baleia – Rhincondon typus   Tubarão-lixa, […]

O Senhor Das Pedras

Proteção aos Meros  O peixe figura atualmente na lista de espécies ameaçadas de extinção da União Internacional para a Conservação da Natureza, e apesar dos esforços legais, sua população continua sendo dizimada.    Proibido pescar Meros O Mero é o primeiro peixe marinho que ocorre no Brasil a ser protegido em regulamentação específica. A espécie […]

Olho-de-boi

Alongado, algo comprimido e fusiforme, muito forte e ágil, de cor marrom ou esverdeada no dorso, flancos e ventre branco-prateados; uma larga faixa escura vai do olho até o início da nadadeira dorsal. Chega a 1,7 metros e 80 kilos. A maior espécie deste gênero de peixe. Visto tanto no mar aberto como perto da […]

Pampo

 Corpo ovalado, comprimido e moderadamente alto; início das nadadeiras anal e dorsal com os raios maiores que os demais. Prateado, dorso de cinza e esverdeadoe ventre branco a dourado; nadadeira anal de laranja a amarelo. Até cerca de 65 cm e 5 kilos. Podem ser encontrados em todo o litoral brasileiro, subdividindo-se em cinco espécies. É costeiro, […]

Olhete

Peixe pelágico da família Carangidae, possui corpo alongado, fusiforme e robusto. Dorso azul esverdeado com flancos prateados e ventre branco. Uma faixa horizontal amarela vai do focinho até o pedúnculo caudal, passando pelo olho. As nadadeiras são amareladas.Vivem perto da costa e em mar aberto formando pequenos cardumes. Preferem fundos rochosos ao redor das ilhas. […]